Arquivo da categoria: Artigos

RH: Entrevista de emprego de estagiário da Heineken vira campanha

Processo de entrevistas dos candidados a estágiários de eventos da Cervejaria holandesa vira case

The Candidate - Heineken

The Candidate – Heineken (divulgação)

Entrevista de emprego …quase todos já passaram por alguma e de um modo geral dependendo do cargo não existem grandes diferenças certo?

Agora imagine se você estiver num período difícil a época de estagiário, ou seja inexperiência total no mercado de trabalho e em entrevistas de emprego,  bom essa foi a idéia para recrutar seu estagiário na área de eventos que a empresa patrocina.

A entrevista nada convencional ocorreu com 1734 candidatos, e nela os candidatos passavam por diversos testes como ataque cardíaco, evacuação de prédio entre outras coisas. Com esses diversos testes no mínimo estranhos a cervejaria escolheu seu mais novo funcionário num processo seletivo extremamente concorrido e inusitado.

O contratado foi revelado durante o jogo Juventus e Chelsea, que aconteceu em novembro do ano passado pela Champions League.

Guy Luchting foi o vencedor do processo seletivo, que contou com a participação do público na votação para escolher o melhor em seu site, pouco tempo depois da ação a empresa divulgou em seu canal no YouTube  o vídeo final que amplamente divulgado em diversas redes sociais gerando mídia espontânea.

Um case de RH que gera um de marketing …. sensacional!

Abaixo o vídeo com legendas em Português vale a pena assistir  inteiro


Vick “ressuscita” clássica dupla de palhaços Atchim & Espirro em campanha para o inverno

A empresa de medicamentos especializada em gripes e resfriados  “ressuscita” a dupla de palhaços, sucesso nos anos 80 para nova campanha digital de inverno.

Os palhaços Atchim e Espirro na versão rappers da campanha online da Vick

Com a chegada do inverno é sempre a mesma coisa, marcas lançando novas campanhas, muitas vezes com novos produtos para o tratamento dos sintomas da gripe, mas uma marca me chamou a atenção primeiramente por apostar em marketing digital ao invés das mesmas estratégias da concorrência, mas principalmente por apostar no ressurgimento de uma dupla de palhaços sucesso nos anos 80 Atchim e Espirro.

A dupla com um nome sugestivo para os produtos da Vick estava esquecida pela mídia há alguns anos, mas para as pessoas que vivenciaram as décadas de 80 e 90 dificilmente esqueceram os palhaços Atchim  & Espirro, isso é claro juntando o fato de uma outra dupla de palhaços estarem atualmente em franco sucesso na TV (Patati  & Patatá).

Na campanha criada pela agência África a dupla lança seu primeiro clipe um rap com a participação de Fernadinho Beat Box, palhaçadas a parte, a campanha extremamente criativa já colhe seus primeiros frutos com seu efeito viral criado principalmente pelas redes sociais, além da criação de uma fan page no Facebook.

Vale lembrar que marcas que resolvem “ressuscitar” artistas do passado normalmente tem um bom retorno além de alavancar a carreira dos “ex-famosos” como a FIAT e Sidney Magal e o Bradesco com Biafra.

Assistam o vídeo/clipe da campanha da Vick.

Abaixo a versão completa do vídeo


Dolly tenta “imitar” Fábrica da Felicidade da Coca-Cola?

Comercial Dolly Novo -2012 Não me lembro bem mas deve ser o terceiro ou quarto post neste blog cujo assunto é o Guaraná Dolly e suas estratégias de comunicação, com seu “maldito” mascote Dollynho  mais uma vez esse “petzinho” (mini garrafa PET) chamou minha atenção em mais uma das versões dos filmes publicitários veiculados nos meios de comunicação essa semana.

Na nova versão que mais parece uma compilação de diversos outros comerciais, o personagem principal Dollynho sobe numa espécie de moto voadora do futuro, onde primeiramente vai para o Amazonas pegar a matéria prima até chegar na fábrica, aliás essa parte que ficou muito semelhante ao clássico filme da Coca Cola, na campanha “Fábrica da Felicidade” de 2008 a empresa cria um pequeno filme contando uma fábula de como é o funcionamento de uma máquina de Coca-Cola.

 

Bom coincidências ou não o fato é que pelo menos a  ideia ficou bem parecida, pois na produção há enormes diferenças!

Fábrica da Felicidade - Coca Cola 2008

Assista também os vídeos das duas campanhas!


Marketing Digital: Corretivos Tipp Ex Interatividade no YouTube

Não é de hoje que a internet está tomando as estratégias de Marketing, um dos principais meios é o YouTube, porém algumas empresas inovam nas estratégias de Marketing Digital apostando na interatividade e consequentemente no efeito viral causado nessas redes junto aos consumidores.

Um dos principais casos foi a da marca de corretivo Tipp-Ex que em 2010 se tornou hit no YouTube ao inovar esse segmento  com um vídeo interativo que permitia que os espectadores controlassem o enredo do comercial.

O vídeo recebeu quase 20 milhões de visualizações, sendo um dos recordistas de acesso daquele ano. No enredo o vídeo apresentava um caçador típico norte americano que encontra um urso em seu acampamento.

Neste vídeo o espectador escolhe o final do filme (Atirar ou não atirar) porém independentemente do final escolhido o caçador decide não atirar, e o mais surpreendente são as inúmeras possibilidades de final da história onde você digita o que os personagens devem fazer.

Vale a pena conferir e “brincar” com os possíveis finais da trama

(Aos que interessarem os verbos devem ser colocados em inglês)

Assista o vídeo abaixo


Johnnie Walker cria filme só para o Brasil

Aproveitando o bom momento e a grande projeção internacional do país, Johnnie Walker pela prmeira vez lança um comercial especialmente feito para o Brasil.

O filme intitulado de “Keep Walking, Brazil”que mostra Johnnie Walker reconhecendo e celebrando o momento do Brasil.

E esse momento se reflete em resultados recordes para a marca no Brasil. O País foi o mercado que apresentou o maior crescimento mundial em volume de vendas de Johnnie Walker durante o último ano, com aumento de 30%.

Ideia brasileira, realização internacional – Baseada em um dos mais bem sucedidos posicionamentos de marca do mundo, a nova campanha, intitulada “Keep Walking, Brazil”, tem o mesmo estilo grandioso, icônico e inspirador dos comerciais mais famosos da marca mundialmente. A ideia brasileira tem produção da Zohar International com a inglesa Gorgeous e pós-produção de efeitos especiais da The Mill em Nova Iorque, empresa responsável por vários filmes em Hollywood, como Gladiador.
“A ideia faz associação com o fato do país ser um gigante, metáfora que inclusive consta no Hino Nacional e faz parte da “mitologia” sobre o país. A campanha é mais que uma celebração, é um chamado e um incentivo a que o país continue focado na jornada de progresso em que está”, explica Alexandre Gama, Presidente/Diretor geral de criação da Neogama/BBH e criador da ideia, conceito e comercial.
Vale a pena conferir o vídeo que estréia na mídia na sexta dia 07/10
Abaixo o texto da Campanha:
No início dos tempos, na parte sul das Américas, habitava um gigante. Um dos poucos que andavam sobre a Terra.
Gigante pela própria natureza, e sendo natureza ele próprio, era feito de rochas, terra e matas, que moldavam sua figura. Pássaros e bichos pousavam e viviam em seu corpo e rios corriam em suas veias. Era como um imenso pedaço de paisagem que andava e tinha vontade própria.
Caminhava com passadas vastas como vales e tinha a estatura de montanhas sobrepostas. Ao norte, em seu caminho, encontrava sol quente e brilhante nas quatro estações do ano. Ao sul, planaltos infindáveis. A oeste, planícies e terras cheias de diversidade. E a leste, quilômetros e quilômetros de praias onde o mar tocava a terra gentilmente, desde sempre. Havia também uma floresta como nenhuma outra no planeta. Tão grande, verde e viva que funcionava como o pulmão de todo o continente à sua volta.
Mesmo diante de tudo isso, um dia, enquanto caminhava, o gigante se inquietou.
Parou então à beira-mar e ali, entre as águas quentes do Atlântico e uma porção de terra que subia em morros, deitou-se. E, deitado nesse berço esplêndido, olhou para o céu azul acima se perguntando: “O que me faz gigante?”.
Em seguida, imaginando respostas, caiu em sono profundo.
Por eras, que para os gigantes são horas, ele dormiu. Seu corpo gigantesco estirado, o joelho dobrado formando um grande monte, uma rocha imensa denunciando seu torso titânico e a cabeça indizível, coberta de árvores e limo.
Dormiu até se tornar lenda no mundo. Uma lenda que dizia que o futuro pertencia ao gigante, mas que ele nunca acordaria e que o futuro seria para ele sempre isso: futuro.
No entanto, com o passar do tempo ficou claro que nem mesmo as lendas devem dizer “nunca”.
Depois de muito sonhar com a pergunta sobre si, o gigante finalmente despertou com a resposta.
Acordou, ergueu-se sobre a terra da qual era parte e ficou de frente para o horizonte.
Tirou então um dos pés do chão e, adentrando o mar, deu um primeiro passo.
Um passo decidido em direção ao mundo lá fora para encontrar seu destino.
Agora sabendo que o que o faz um gigante não é seu tamanho, mas o tamanho dos passos que dá.

®KEEP WALKING, BRAZIL.


Como o Corinthians e o Roberto Carlos atrapalharam a Vodka Stoliskoff

Embaixador da Vodka se mandou para o leste europeu e saiu definitivamente da mídia nacional

O ex jogador do Corinthians

2010 ano do centenário de um dos clubes mais populares da América, o Corinthians.

Mercadologicamente estratégias de internacionalizar o clube que apesar de popular e centenário, não era conhecido mundialmente, Ronaldo foi o primeiro passo, para ajudar outra grande “marca” internacional foi contratada Roberto Carlos.

O ano de 2010 passou e nada de títulos, mas 2011 prometia ser diferente, classificado para o torneio mais importante da América e sonho de consumo de qualquer corintiano a Libertadores da América, o Corinthians preparava  o apogeu de sua história na mídia.

Aqui é que entra a vodka Stoliskoff, vodka produzida em São Roque e em grande ascensão principalmente no mercado regional, mas faltava divulgação, faltava credibilidade e principalmente popularidade, pronto resolvido:  Corinthians na  moda em 2011. Depois de Ronaldo quem é o jogador mais famoso? Roberto Carlos,  um grande formador de opinião e todos os dias na mídia. Perfeito!

Janeiro de 2011, Roberto Carlos contratado, evento de inauguração e lançamento, com personalidades, material de PDV, Outdoors, tudo com a imagem  do jogador além das  entrevistas em vários meios de comunicação com a  marca de vodka sempre presente. Tudo as mil maravilhas.

Ai veio o Tolima, e um dos momentos mais humilhantes da história do clube, a eliminação na Pré-Libertadores, pressão da torcida, violência, Ronaldo adiantando aposentadoria, e Roberto Carlos fugindo do “perigo” e indo para a Rússia.

E agora quem escuta falar do Roberto Carlos em um time pequeno da Rússia, e a última imagem que ele passou para os torcedores aqui no Brasil?

Bom a vodka ficou e a imagem dele também, porém a última.



Activia e sua nova promoção! “Cagando e dançando”

Promoção Ritmo no Pote

 

Nesta semana a Danone e um de seus principais produtos o iogurte Activia lançou sua nova promoção “Ritmo no pote” onde consumidores de todo o Brasil podem encontrar iPods Nano 8 Gb dentro dos potes Activia, no filme de 30 segundos produzido pela agência Y&R uma senhora dança funk ao som do Ipod. (veja o vídeo abaixo)
Sim mostrou o produto, mostrou o prêmio e sua funcionalidade, está tudo perfeito não?
Mas pensando bem que identificação com o produto (iogurte Activia) o filme mostra? A regularização do intestino? A boa forma? Não nada disso, só a tiazinha funkeira mesmo.
Vale lembrar de outro filme da Activia no lançamento de sua linha de sobremesas o filme mostra um jantar onde o ator confunde o peixe com o frango, que aliás não tem absolutamente nada a ver com o produto sobremesa Activia (veja o vídeo).

Filme Activia Ritmo no Pote

Filme Activia Sobremesa


Chester®. Um frangão com marketing

O "Frangão" está à 28 anos no mercado brasileiro

Festas de final de ano e uma grande dúvida que permeia o povo brasileiro durante essa época a mais de 25 anos, o que é um Chester®?

Primeiramente Chester® é uma marca de propriedade da Perdigão (BR Foods) e inserida no mercado brasileiro em 1982, e nada mais é do que um frango, o produto é originado de cruzamentos de linhagens especiais com o objetivo de obter um produto que possui teores maiores de proteína e menores de gordura, além de concentrar 70% de sua carne no peito e coxas, em média o frango comum possui 45% nestas partes. O melhoramento genético possibilita que a partir de matrizes reprodutoras se obtenha um produto com características desejadas, é isso que estas aves são: ricas em carnes nobres e com peso ideal para o perfil dos consumidores brasileiros, em síntese um frango maior e com menos gordura.

E o que torna este frangão fascinante é a valorização de uma marca com um produto teoricamente tão comum para seus consumidores. Vamos aos números: um frango inteiro congelado comum vendido em qualquer supermercado é comercializado em média a R$3,50 o kg, totalizando seu valor final entre R$7,00 a R$10,00 dependendo do seu peso, já um Chester® é vendido em média a $12,00 o kg, sendo comercializado entre  R$50,00 a R$60,00  em média.

Um produto diferente dos convencionais, com um nome e embalagem diferenciada, escolha adequada de pontos de venda, e publicidade massiva nos meios de comunicação marcaram o sucesso de um produto, que hoje conta com mais produtos como Peito Chester® Desossado, Chester® ao Vinho, Chester® Azeite e Ervas, Chester® desossado e Peito Chester® com osso, entre outros.

Afinal se por R$10,00 você pode comprar um frango na padaria, porque você pagaria R$60,00 em um frangão?

Os Frangos (Chester®) vivos

 

 

Flávio Franceschi

Publicitário e Professor de Marketing

 


Eleições 2010 – “Celebridades” – Estratégias do Marketing Político

No último dia 03 de outubro o Brasil foi às urnas para eleger mais uma vez seus representantes, Deputados Estaduais, Deputados Federais, Senadores, Governadores e Presidente da República. Como era de se esperar os partidos apostaram em estratégias mais ousadas para tentar garantir representatividade no poder legislativo (Deputados), em alguns casos com sucesso, mas na grande maioria não.

Em 2006 o PTC (Partido Trabalhista Cristão) apostou na estratégia de lançar candidatos “celebridades” com a candidatura do então estilista e apresentador  Clodovil Hernandes, a estratégia  surtiu efeito e o  estilista na época conseguiu quase 500 mil votos, sendo o terceiro deputado federal mais votado em São Paulo, e garantindo ao seu pequeno partido PTC mais  duas cadeiras na Câmara dos Deputados.  O PTB na mesma linha apostou na candidatura do cantor Frank Aguiar, e no mesmo ano ele conseguiu se eleger com quase 150 mil votos.

Nessas eleições a história não foi diferente,os partidos  pequenos em busca de representatividade na Câmara dos Deputados e Assembléia Legislativa, investiram e muito no lançamento de “candidaturas celebridades”, o grande exemplo de sucesso desta eleição foi o palhaço Tiririca (PR-SP) que com apenas sua imagem, e sem nenhuma apresentação de propostas e ideias de governo arrebatou mais de 1 milhão de votos, conseguindo mais 6 vagas na Câmara para seu partido, mas esse parece ser um caso isolado pelo menos em São Paulo. O PTN apostou sem sucesso nas candidaturas do ex pugilista Maguila, a dançarina Mulher Pêra e a atriz de filmes eróticos Cameron Brasil, o PTC mesmo partido que elegeu em 2006 Clodovil lançou o estilista Ronaldo Esper, e mais outros casos como os ex jogadores Marcelinho Carioca, Vampeta, Dinei, Ademir da Guia, os cantores Frank Aguiar, Kiko e Leandro do KLB, além de Netinho candidato ao senado, todos amargaram o fracasso nas urnas.

Estratégias como essas são válidas, e em muitas vezes são aplicadas com sucesso, porém fica claro a utilização dessas “celebridades” como estratégias de marketing político de alguns partidos aproveitando da fama destas pessoas para eleger outros candidatos.

Flávio Franceschi