Arquivo da categoria: Cases OK

RH: Entrevista de emprego de estagiário da Heineken vira campanha

Processo de entrevistas dos candidados a estágiários de eventos da Cervejaria holandesa vira case

The Candidate - Heineken

The Candidate – Heineken (divulgação)

Entrevista de emprego …quase todos já passaram por alguma e de um modo geral dependendo do cargo não existem grandes diferenças certo?

Agora imagine se você estiver num período difícil a época de estagiário, ou seja inexperiência total no mercado de trabalho e em entrevistas de emprego,  bom essa foi a idéia para recrutar seu estagiário na área de eventos que a empresa patrocina.

A entrevista nada convencional ocorreu com 1734 candidatos, e nela os candidatos passavam por diversos testes como ataque cardíaco, evacuação de prédio entre outras coisas. Com esses diversos testes no mínimo estranhos a cervejaria escolheu seu mais novo funcionário num processo seletivo extremamente concorrido e inusitado.

O contratado foi revelado durante o jogo Juventus e Chelsea, que aconteceu em novembro do ano passado pela Champions League.

Guy Luchting foi o vencedor do processo seletivo, que contou com a participação do público na votação para escolher o melhor em seu site, pouco tempo depois da ação a empresa divulgou em seu canal no YouTube  o vídeo final que amplamente divulgado em diversas redes sociais gerando mídia espontânea.

Um case de RH que gera um de marketing …. sensacional!

Abaixo o vídeo com legendas em Português vale a pena assistir  inteiro

Anúncios

Palitos Gina: De piada no Facebook a uma possível ação de social media marketing

Criação da personagem “Gina Indelicada” deve gerar campanhas para a marca de palitos de dente

Palitos Roliços Gina – Divulgação

Quem nunca viu ou ouviu falar dos tradicionais palitos roliços de madeira Gina?

A marca líder no segmento, tem mais de 60 anos no mercado e produz além dos palitos de dente, palitos de sorvete, palitos de churrasco, pregadores, entre outros artigos de madeira.

Uma das características da marca foi manter durante todos esses anos a embalagem, logo, e a tradicional foto da simpática moça estampada em sua embalagem, a moça em questão é polonesa Zofia Burk que se mudou para o Brasil na época e fez diversos trabalhos publicitários sendo a mais famosa para a empresa Rela Gina SA.

Outro fator importante é lembrar que a marca de palitos nunca foi marcada por grandes esforços em marketing e na divulgação de seus produtos, mas mesmo assim a empresa sempre foi lembrada pelos consumidores.

Recentemente um estudante de publicidade de 19 anos criou uma personagem no Facebook intitulado “Gina Indelicada”, onde o estudante utiliza a imagem da simpática moça estampada há mais de 60 anos no produto e responde a perguntas dos usuários da rede social sempre com muito humor e nenhuma simpatia.

Gina Responde

Sem o aval da empresa o estudante surpreendeu a todos conquistando em poucas semanas  a incrível marca de mais de 1 milhão de “likes” com a personagem, fato que chamou muita atenção da companhia, após alguns rumores de ameaças judiciais da Rela Gina contra o estudante, a direção da empresa mudou de opinião e já estuda uma parceria para a divulgação de seus produtos através do marketing digital, estratégias que a empresa nunca havia adotado antes.

Bem ou mal a personagem”Gina Indelicada” causou um enorme efeito viral, no Facebook gerando conteúdo aos fãs e tornando a empresa e os produtos ainda mais comentados e vistos dos últimos tempos na rede social.

Facebook Gina Indelicada


Vick “ressuscita” clássica dupla de palhaços Atchim & Espirro em campanha para o inverno

A empresa de medicamentos especializada em gripes e resfriados  “ressuscita” a dupla de palhaços, sucesso nos anos 80 para nova campanha digital de inverno.

Os palhaços Atchim e Espirro na versão rappers da campanha online da Vick

Com a chegada do inverno é sempre a mesma coisa, marcas lançando novas campanhas, muitas vezes com novos produtos para o tratamento dos sintomas da gripe, mas uma marca me chamou a atenção primeiramente por apostar em marketing digital ao invés das mesmas estratégias da concorrência, mas principalmente por apostar no ressurgimento de uma dupla de palhaços sucesso nos anos 80 Atchim e Espirro.

A dupla com um nome sugestivo para os produtos da Vick estava esquecida pela mídia há alguns anos, mas para as pessoas que vivenciaram as décadas de 80 e 90 dificilmente esqueceram os palhaços Atchim  & Espirro, isso é claro juntando o fato de uma outra dupla de palhaços estarem atualmente em franco sucesso na TV (Patati  & Patatá).

Na campanha criada pela agência África a dupla lança seu primeiro clipe um rap com a participação de Fernadinho Beat Box, palhaçadas a parte, a campanha extremamente criativa já colhe seus primeiros frutos com seu efeito viral criado principalmente pelas redes sociais, além da criação de uma fan page no Facebook.

Vale lembrar que marcas que resolvem “ressuscitar” artistas do passado normalmente tem um bom retorno além de alavancar a carreira dos “ex-famosos” como a FIAT e Sidney Magal e o Bradesco com Biafra.

Assistam o vídeo/clipe da campanha da Vick.

Abaixo a versão completa do vídeo


Marketing Digital: Corretivos Tipp Ex Interatividade no YouTube

Não é de hoje que a internet está tomando as estratégias de Marketing, um dos principais meios é o YouTube, porém algumas empresas inovam nas estratégias de Marketing Digital apostando na interatividade e consequentemente no efeito viral causado nessas redes junto aos consumidores.

Um dos principais casos foi a da marca de corretivo Tipp-Ex que em 2010 se tornou hit no YouTube ao inovar esse segmento  com um vídeo interativo que permitia que os espectadores controlassem o enredo do comercial.

O vídeo recebeu quase 20 milhões de visualizações, sendo um dos recordistas de acesso daquele ano. No enredo o vídeo apresentava um caçador típico norte americano que encontra um urso em seu acampamento.

Neste vídeo o espectador escolhe o final do filme (Atirar ou não atirar) porém independentemente do final escolhido o caçador decide não atirar, e o mais surpreendente são as inúmeras possibilidades de final da história onde você digita o que os personagens devem fazer.

Vale a pena conferir e “brincar” com os possíveis finais da trama

(Aos que interessarem os verbos devem ser colocados em inglês)

Assista o vídeo abaixo


KISS! Marketing e Rock n’Roll

Há quase 40 anos fazendo do Rock n’ Roll uma excelente estratégia de marketing.

A banda na turnê Alive 35

Quando comprei meu primeiro CD do Kiss em 1998  (Psycho Circus – Importado) uma coisa me chamou atenção primeiro uma capa com efeitos de imagem, mas principalmente um encarte totalmente “vendível”, sim além das informações tradicionais de um encarte de CD um catálogo para venda de produtos que além das tradicionais camisetas e jaquetas, para livros, almofadas, e até moedas, conhecendo mais a banda percebi que este fato era normal pros discos.

Para os que desconhecem a banda, ou melhor, neste caso a marca, o KISS é uma banda americana de hard rock, ou para alguns heavy metal dos anos 70, que abusam do visual e efeitos especiais em seus shows para conquistar fãs ou consumidores ao redor do mundo, devido a isso o KISS também conquistou alguns desafetos entre os fãs de rock n’ roll, levando ao pé da letra a expressão 8 ou 80, ou você ama ou você odeia, já que muitos consideram esse exagero de produção com uma forma de disfarçar alguma incompetência musical.

Críticas e elogios musicais a parte outro ponto chama a atenção na banda, em uma entrevista quando indagado do excesso de produtos licenciados do KISS o baixista Gene Simmmos respondeu: “Quanto mais dinheiro eu ganhar, melhor. Não estamos forçando ninguém a comprar nada. Se os fãs querem, o que podemos fazer senão satisfazer seus desejos?”.

Desde a sua fundação nos anos 70, a banda foi criada como uma marca, com estratégias de marketing e com um amplo estudo de mercado e de concorrência , desde a escolha de personagens como músicos, o segredo de suas identidades por mais de dez anos, roupas estilizadas como super heróis, logomarca e shows pirotécnicos jamais conhecidos antes, tudo isso ajudou no sucesso mundial do Kiss.

Capa da edição da revista Playboy com o KISS

Alguns fatos mostram que o marketing sempre fez parte do passado e o presente da banda, como no inicio em meados dos anos 70 quando o quarteto ainda desconhecido alugou uma limusine para parecer importante e causar mídia espontânea, em outro caso um princípio de marketing de guerrilha, como revelou Gene Simmons sobre o primeiro grande show do KISS anos mais tarde: “Lotamos toda a primeira fila com camisetas feitas em casa, que continham o logotipo do KISS. Então, quando as pessoas entravam no clube e viam vários fãs vestidos com camisetas da banda, pensavam: – Esta banda deve ser importante”.

Anos mais tarde o KISS inovou mais uma vez colocando mais um conceito de marketing no segmento musical criando um slogan, reforçando o conhecimento de marca sendo executado no início de cada apresentação, um mestre de cerimônias grita a seguinte frase: “You Wanted the Best and You Got the Best. The Hottest Band in the World, KISS!”.

Paul Stanley, Gene Simmons, Peter Criss e Ace Frehley não estavam contentes ainda, inovariam mais uma vez, agora fazendo parcerias com empresas para o lançamento de novos produtos fora do segmento musical, uma parceria com a Marvel lançou a revista em quadrinhos da banda, transformando os membros da banda em super-heróis, o destaque foi que as primeiras trezentas cópias da revista continham sangue dos próprios músicos misturado com a tinta utilizada na impressão, conquistando mais ainda os loucos fãs da banda e tornando a marca ainda mais conhecida, um pouco antes também é fundado o KISS ARMY (exército do Kiss) um fã clube mundial, responsável pela criação de diversos materiais que ajudariam na popularização do grupo.

Caixões personalizados da banda

Esse “exército” junto a banda realizaram mais um feito inédito e extremamente vantajoso mercadologicamente para a banda o KISS CONVENTIONS uma espécie de congresso em que os fãs trocavam informações, fotos, revistas, camisetas, e outros produtos,  além de uma apresentação acústica da banda onde o público escolhia o repertório é claro.

Nos anos 80 sem a formação original e depois de alguns fracassos musicais o quarteto tenta uma nova estratégia de comunicação tirando as tradicionais máscaras tentando retomar a fama de antes sem muito sucesso, já nos anos 90 a banda volta com tudo para os fãs e principalmente para o marketing, diversas decisões e estratégias foram tomadas, a primeira foi a volta da formação original, a volta das tradicionais máscaras e fantasias, e uma infinita inovação tecnológica em shows. No tão aguardado Psycho Circus de 1998 (já citado nesse artigo) a banda inovaria mais uma vez utilizando efeitos em 3D nos shows e materiais de divulgação arrecadando milhões de dólares, pensando que acabou? outro fato de destaque foi o lançamento de uma edição da revista Playboy do KISS, onde o quarteto vestido saiu ao lado de diversas mulheres nuas pintadas com as máscaras dos integrantes.

Camisinha KISS

Atualmente o KISS além dos seus shows com efeitos 3D, fogos de artifício, explosões, sangue, etc, conta com diversos produtos licenciados como as tradicionais camisetas, mas também com carros, bonecos, revistas em quadrinhos, e até preservativos e caixões.

Mais do que uma excelente banda de rock, o KISS é uma excelente marca que explora com muita competência diversas estratégias de marketing a fim de lucrar e deixar feliz seus milhões de consumidores, digo fãs.

 

 

 


Benetton volta à mídia com uma nova campanha polêmica

A empresa italiana do segmento de moda Benetton (United Colors of Benetton), lançou esta semana sua nova campanha, regressando as tradicionais campanhas polêmicas que imortalizaram a marca nos anos 90.

Obama e Chavez

Com a campanha Unhate (‘desodiar’ em português), a marca italiana de roupa pretende opor-se à cultura do ódio e incentivar a proximidade entre os povos, crenças, culturas e a compreensão pacífica das razões dos outros. Esta é a primeira iniciativa da recém-criada Fundação Unhate, concebida e fundada pelo Grupo Benetton. Para Alessandro Benetton, vice-presidente executivo do Grupo Benetton, esta campanha é uma forma de dar visibilidade mundial à tolerância, convidando “os cidadãos de todos os países, num momento histórico de grandes turbulências e não menores esperanças, a refletir sobre como o ódio nasce, sobretudo, do ‘medo do outro’ e do que não se conhece”.

A campanha, apoiada essencialmente nas redes sociais, inclui também a afixação dos anúncios em lugares simbólicos de processos de paz, como Tel Aviv, Nova Iorque, Roma, Milão e Paris. A chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Nicholas Sarkozy, o presidente americano Barack Obama e o líder chinês Hu Jintao, o Papa Bento XVI e Ahmed Mohamed el-Tayeb (imã da mesquita de AL-Azhar no Cairo), o presidente da Autoridade Nacional Palestina Mahmoud Abbas e o primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu foram os pares escolhidos na campanha.

Papa Bento XVI e Ahmed Mohamed el-Tayeb

Como nas clássicas campanhas dos anos 90 a Benetton conquistou mídia espontânea, valorização e reconhecimento da marca, forte apelo social, além de diversos comentários e alguns protestos ao redor do mundo.

Abaixo veja o vídeo oficial da campanha Unhate.


Johnnie Walker cria filme só para o Brasil

Aproveitando o bom momento e a grande projeção internacional do país, Johnnie Walker pela prmeira vez lança um comercial especialmente feito para o Brasil.

O filme intitulado de “Keep Walking, Brazil”que mostra Johnnie Walker reconhecendo e celebrando o momento do Brasil.

E esse momento se reflete em resultados recordes para a marca no Brasil. O País foi o mercado que apresentou o maior crescimento mundial em volume de vendas de Johnnie Walker durante o último ano, com aumento de 30%.

Ideia brasileira, realização internacional – Baseada em um dos mais bem sucedidos posicionamentos de marca do mundo, a nova campanha, intitulada “Keep Walking, Brazil”, tem o mesmo estilo grandioso, icônico e inspirador dos comerciais mais famosos da marca mundialmente. A ideia brasileira tem produção da Zohar International com a inglesa Gorgeous e pós-produção de efeitos especiais da The Mill em Nova Iorque, empresa responsável por vários filmes em Hollywood, como Gladiador.
“A ideia faz associação com o fato do país ser um gigante, metáfora que inclusive consta no Hino Nacional e faz parte da “mitologia” sobre o país. A campanha é mais que uma celebração, é um chamado e um incentivo a que o país continue focado na jornada de progresso em que está”, explica Alexandre Gama, Presidente/Diretor geral de criação da Neogama/BBH e criador da ideia, conceito e comercial.
Vale a pena conferir o vídeo que estréia na mídia na sexta dia 07/10
Abaixo o texto da Campanha:
No início dos tempos, na parte sul das Américas, habitava um gigante. Um dos poucos que andavam sobre a Terra.
Gigante pela própria natureza, e sendo natureza ele próprio, era feito de rochas, terra e matas, que moldavam sua figura. Pássaros e bichos pousavam e viviam em seu corpo e rios corriam em suas veias. Era como um imenso pedaço de paisagem que andava e tinha vontade própria.
Caminhava com passadas vastas como vales e tinha a estatura de montanhas sobrepostas. Ao norte, em seu caminho, encontrava sol quente e brilhante nas quatro estações do ano. Ao sul, planaltos infindáveis. A oeste, planícies e terras cheias de diversidade. E a leste, quilômetros e quilômetros de praias onde o mar tocava a terra gentilmente, desde sempre. Havia também uma floresta como nenhuma outra no planeta. Tão grande, verde e viva que funcionava como o pulmão de todo o continente à sua volta.
Mesmo diante de tudo isso, um dia, enquanto caminhava, o gigante se inquietou.
Parou então à beira-mar e ali, entre as águas quentes do Atlântico e uma porção de terra que subia em morros, deitou-se. E, deitado nesse berço esplêndido, olhou para o céu azul acima se perguntando: “O que me faz gigante?”.
Em seguida, imaginando respostas, caiu em sono profundo.
Por eras, que para os gigantes são horas, ele dormiu. Seu corpo gigantesco estirado, o joelho dobrado formando um grande monte, uma rocha imensa denunciando seu torso titânico e a cabeça indizível, coberta de árvores e limo.
Dormiu até se tornar lenda no mundo. Uma lenda que dizia que o futuro pertencia ao gigante, mas que ele nunca acordaria e que o futuro seria para ele sempre isso: futuro.
No entanto, com o passar do tempo ficou claro que nem mesmo as lendas devem dizer “nunca”.
Depois de muito sonhar com a pergunta sobre si, o gigante finalmente despertou com a resposta.
Acordou, ergueu-se sobre a terra da qual era parte e ficou de frente para o horizonte.
Tirou então um dos pés do chão e, adentrando o mar, deu um primeiro passo.
Um passo decidido em direção ao mundo lá fora para encontrar seu destino.
Agora sabendo que o que o faz um gigante não é seu tamanho, mas o tamanho dos passos que dá.

®KEEP WALKING, BRAZIL.


As Tchecas do Pânico eram um “Viral” da Cerveja Proibida!

Tchecas foram tiradas do ar sem explicação ao público, quando descobriram que era uma ação de marketing viral de uma cervejaria

Tchecas da cervejaria pernambucana CBBP (Cerveja Proibida)

Aproveitando as novas oportunidades que a internet deu as agências de publicidade mais uma vez um viral dominou o país e sem perceber “pegou” o Programa Pânico, especialista em brincadeiras e armações.

Vamos relembrar o fato, duas  belas jovens, simpáticas e apaixonadas pelo Brasil, dizendo-se nascidas na República Tcheca, “Michaela” e “Dominica” protagonizavam um blog chamado We Luv, onde apareciam em poses sensuais e doidas para vir ao Brasil aproveitar nossas delícias tropicais, obviamente fez um grande sucesso no mundo virtual.

O blog chamou a atenção do Programa Pânico na TV  que  rapidamente entrou em contato com as moças que vieram ao Brasil e protagonizaram, por seis semanas, um reality show com a apresentadora do programa Sabrina Sato, onde  conheciam toda a vida bohêmia brasileira.

O que o programa não sabia era que as “tchecas” na verdade era uma ação de marketing viral feita para o lançamento da cerveja Proibida marca da  Companhia Brasileira de Bebidas Premium CBBP de Pernambuco, e o pior que o programa tem um contrato de exclusividade com a Ambev (Skol) o que complicou mais a situação do programa da Rede TV, falta de ética ou não a empresa pernambucana não entrou em contato com o programa Pânico em nenhum momento.

Veja o vídeo feito pela Folha de SP onde o diretor do programa Alan Rapp descobre o incidente com  as “tchecas”.


Brahma lança lata que vira copo – Brahma Copaço

Criado pela Agência Africa nova lata promete mudar todo o mercado de cervejas.

Brahma Copaço - Divulgação: Ag. Africa

Recentemente um amigo me perguntou: – Nossa a parte de cima da lata da Brahma mudou? 

Na verdade não identifiquei o porque sobre essa primeira mudança na lata, mas agora está explicado.

Brahma lançará em setembro a mais nova versão de seu principal produto. Trata-se do Brahma Copaço, uma lata de cerveja de 350 ml que, após retirado o lacre, se transforma em copo, com a abertura total da tampa, a nova embalagem foi criada após uma pesquisa com 2,5 mil consumidores, revelou a fabricante. Como resultado, descobriram que o público gostaria de poder ver a espuma e sentir o cheiro da bebida, como quando no copo, mas ao mesmo tempo ter a conveniência da lata.

O ponto forte do lançamento não é só a alteração na embalagem do produto mas também a comunicação, com a criação assinada pela agência África, as peças publicitárias serão a partir do casamento real inglês, configurando a relação de união entre a lata e o copo.  também prepara imagens marcantes do relacionamento, como a “gravidez” da lata, focando também a internacionalização da marca.

 


Revista Playboy lança sua primeira edição regional

 

Capa da edição regional

Não é de hoje que as empresas utilizam a analise dos macroambientes para o embasamento de decisões em marketing, analisando esses ambientes normalmente temos problemas em pesquisar sobre o ambiente sócio cultural, já que vivemos em um país “continental” com diversos costumes diferentes decorrentes de um país com enorme extensão teritorial.

A Playboy percebendo isso lança sua primeira edição regional, uma edição exclusiva para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Com 50 páginas, além das quatro capas, a nova publicação tem como objetivo aumentar a proximidade com leitores dessas regiões, atendendo assim o mercado desses locais.  A capa trará as dançarinas da banda Aviões do Forró, Dan Cavalcanti, Daiane Lopez e Rosy Sill. As fotos do trio, que posa nu pela primeira vez, foram realizadas no Hangar de Viracopos, sob as lentes do fotógrafo Marlos Bakker.