Arquivo da tag: Produtos Kiss

KISS! Marketing e Rock n’Roll

Há quase 40 anos fazendo do Rock n’ Roll uma excelente estratégia de marketing.

A banda na turnê Alive 35

Quando comprei meu primeiro CD do Kiss em 1998  (Psycho Circus – Importado) uma coisa me chamou atenção primeiro uma capa com efeitos de imagem, mas principalmente um encarte totalmente “vendível”, sim além das informações tradicionais de um encarte de CD um catálogo para venda de produtos que além das tradicionais camisetas e jaquetas, para livros, almofadas, e até moedas, conhecendo mais a banda percebi que este fato era normal pros discos.

Para os que desconhecem a banda, ou melhor, neste caso a marca, o KISS é uma banda americana de hard rock, ou para alguns heavy metal dos anos 70, que abusam do visual e efeitos especiais em seus shows para conquistar fãs ou consumidores ao redor do mundo, devido a isso o KISS também conquistou alguns desafetos entre os fãs de rock n’ roll, levando ao pé da letra a expressão 8 ou 80, ou você ama ou você odeia, já que muitos consideram esse exagero de produção com uma forma de disfarçar alguma incompetência musical.

Críticas e elogios musicais a parte outro ponto chama a atenção na banda, em uma entrevista quando indagado do excesso de produtos licenciados do KISS o baixista Gene Simmmos respondeu: “Quanto mais dinheiro eu ganhar, melhor. Não estamos forçando ninguém a comprar nada. Se os fãs querem, o que podemos fazer senão satisfazer seus desejos?”.

Desde a sua fundação nos anos 70, a banda foi criada como uma marca, com estratégias de marketing e com um amplo estudo de mercado e de concorrência , desde a escolha de personagens como músicos, o segredo de suas identidades por mais de dez anos, roupas estilizadas como super heróis, logomarca e shows pirotécnicos jamais conhecidos antes, tudo isso ajudou no sucesso mundial do Kiss.

Capa da edição da revista Playboy com o KISS

Alguns fatos mostram que o marketing sempre fez parte do passado e o presente da banda, como no inicio em meados dos anos 70 quando o quarteto ainda desconhecido alugou uma limusine para parecer importante e causar mídia espontânea, em outro caso um princípio de marketing de guerrilha, como revelou Gene Simmons sobre o primeiro grande show do KISS anos mais tarde: “Lotamos toda a primeira fila com camisetas feitas em casa, que continham o logotipo do KISS. Então, quando as pessoas entravam no clube e viam vários fãs vestidos com camisetas da banda, pensavam: – Esta banda deve ser importante”.

Anos mais tarde o KISS inovou mais uma vez colocando mais um conceito de marketing no segmento musical criando um slogan, reforçando o conhecimento de marca sendo executado no início de cada apresentação, um mestre de cerimônias grita a seguinte frase: “You Wanted the Best and You Got the Best. The Hottest Band in the World, KISS!”.

Paul Stanley, Gene Simmons, Peter Criss e Ace Frehley não estavam contentes ainda, inovariam mais uma vez, agora fazendo parcerias com empresas para o lançamento de novos produtos fora do segmento musical, uma parceria com a Marvel lançou a revista em quadrinhos da banda, transformando os membros da banda em super-heróis, o destaque foi que as primeiras trezentas cópias da revista continham sangue dos próprios músicos misturado com a tinta utilizada na impressão, conquistando mais ainda os loucos fãs da banda e tornando a marca ainda mais conhecida, um pouco antes também é fundado o KISS ARMY (exército do Kiss) um fã clube mundial, responsável pela criação de diversos materiais que ajudariam na popularização do grupo.

Caixões personalizados da banda

Esse “exército” junto a banda realizaram mais um feito inédito e extremamente vantajoso mercadologicamente para a banda o KISS CONVENTIONS uma espécie de congresso em que os fãs trocavam informações, fotos, revistas, camisetas, e outros produtos,  além de uma apresentação acústica da banda onde o público escolhia o repertório é claro.

Nos anos 80 sem a formação original e depois de alguns fracassos musicais o quarteto tenta uma nova estratégia de comunicação tirando as tradicionais máscaras tentando retomar a fama de antes sem muito sucesso, já nos anos 90 a banda volta com tudo para os fãs e principalmente para o marketing, diversas decisões e estratégias foram tomadas, a primeira foi a volta da formação original, a volta das tradicionais máscaras e fantasias, e uma infinita inovação tecnológica em shows. No tão aguardado Psycho Circus de 1998 (já citado nesse artigo) a banda inovaria mais uma vez utilizando efeitos em 3D nos shows e materiais de divulgação arrecadando milhões de dólares, pensando que acabou? outro fato de destaque foi o lançamento de uma edição da revista Playboy do KISS, onde o quarteto vestido saiu ao lado de diversas mulheres nuas pintadas com as máscaras dos integrantes.

Camisinha KISS

Atualmente o KISS além dos seus shows com efeitos 3D, fogos de artifício, explosões, sangue, etc, conta com diversos produtos licenciados como as tradicionais camisetas, mas também com carros, bonecos, revistas em quadrinhos, e até preservativos e caixões.

Mais do que uma excelente banda de rock, o KISS é uma excelente marca que explora com muita competência diversas estratégias de marketing a fim de lucrar e deixar feliz seus milhões de consumidores, digo fãs.

 

 

 

Anúncios